domingo, 24 de fevereiro de 2013

a palavra é uma espada partida

A poesia é uma regra quebrada
Não deixa que a razão tome conta de nada
Faz o que quer
É coração de mulher

E depois estraga-se
Apaga-se
Como se tudo fosse igual
Sem diferença entre bem e mal

2 comentários:

Andy Girl disse...

É a espada partida e aquela que mais guerras travaXD

Manuel Alves disse...

E talvez seja, ela própria, a maior guerra de todas. ;)